Não é de hoje que estamos de olho em Dragon Ball FighterZ. O jogo, que chega em fevereiro de 2018 no mercado para todos os fãs de games de luta, chamou a atenção em muitos aspectos tanto para gamers como para fãs de longa data do anime.

Grandes jogos já se inspiraram em animes anteriormente para criar títulos incríveis — muitos deles inclusive dentro do universo de Dragon Ball (alô série Budokai Tenkachi!). Mas o que é que Dragon Ball FighterZ tem de tão especial assim para disputar um lugarzinho entre os melhores games do gênero?

Confira cinco motivos na nossa lista logo abaixo.

Extremamente fiel às origens

Muitos jogadores já fizeram comparações e mais comparações e constataram o quão fiel é Dragon Ball FighterZ. E isso nos detalhes mais íntimos, como poses, referências, interações entre os lutadores e até os traços.

Aquela fidelidade que com certeza os fãs de longa data aprovam!

Está nas mãos de um estúdio especialista no ramo

A Arc System Works já tem experiência no ramo de games envolvendo animes por trabalhar em duas séries de qualidade: Guilty Gear, que você confere acima, e BlazBlue.

Ambas mantêm uma comunidade apaixonada tanto pela qualidade das animações — como você pode conferir no mais recente título, Guilty Gear Xrd Rev 2 — quanto no gameplay lotado de diversidade entre os personagens.

Então pode esperar muito disso em Dragon Ball FighterZ!

Tem um gameplay fácil e leve de aprender

Dragon Ball FighterZ não foge de um padrão bem parecido de Injustice 2, trazendo três botões de ataque básico (fraco, médio e forte) e um botão para magias. Isso facilita durante o processo de aprendizagem de muitos jogadores, especialmente aqueles que não são muito familiarizados com os jogos de luta.

Isso sem falar nos combos que são mais simples e compostos por sequências fáceis. Perfeito para o seu amiguinho dominar em pouco tempo!

Muitos personagens e modo história exclusivo

O jogo trabalhará com um modo história exclusivo que trará o Android 16 fazendo um papel importantíssimo juntamente de um novo personagem, a Android 21.

Isso mostra que há um pedacinho exclusivo aos jogadores, mas muitos lutadores nostálgicos irão “mostrar as caras” para tornar a pancadaria frenética. A lista já passa de 20 personagens e, embora um pouco atrás dos demais títulos da série nos videogames, pode crescer ainda muito com o tempo!

É uma grande promessa ao cenário competitivo

Dragon Ball FighterZ também já atraiu muitos olhares competitivos. Com mecânicas avançadas, como “parry”, e batalhas frenéticas de “três-contra-três”, o jogo promete muitas emoções e confrontos belos de se assistir.

E, conhecendo a dedicação dos fãs de games de luta, é bem possível que o título esteja por vários anos no EVO, o maior campeonato internacional do gênero.