A Riot Games tomou uma medida definitiva contra o chinês Li "Vasilii" Wei-Jun, acusado de praticar violência doméstica contra a sua namorada há um mês atrás. Depois de ser suspenso da equipe profisisonal da Newbee, a empresa está banindo o jogador do cenário competitivo de League of Legends até 2020.

Segundo a investigação conduzida pela Riot Games, o jogador praticou "ameaças reais de violência doméstica" contra a sua namorada. O caso levou a sua parceira a chamar a polícia, acusando ele de destruir objetos da casa e lançar diversas agressões verbais — mesmo enquanto o Vasilii fazia uma transmissão ao vivo.

A punição efetiva dada pela Riot Games é de 20 meses, mas ele ficará afastado da temporada profissional até os próximos dois anos. "Enquanto que fazer essas ameaças para outro jogador em uma partida acarrete uma suspensão de 10 meses, intimidação física e ameaças de abuso doméstico devem ser punidas muito mais rigidamente", explica a empresa.

Este não é o primeiro caso controverso do jogador chinês. Em 2016, ele também foi notificado por sair mais cedo de uma partida profissional e até destruir os equipamentos da sua equipe.