Detalhe que ficou de fora do anúncio oficial do Pixel 2 e Pixel 2 XL, os dois novos smartphones trazem pela pela primeira vez um chip móvel do Google embarcado.

Apelidado de Pixel Visual Core, o SoC (system-on-a-chip) foi desenhado para agilizar o processamento de imagens HDR nos dois modelos para melhorar o resultado final de fotos feitas com os Pixels (via The Verge).

De acordo com o Google, o módulo tem a capacidade de agilizar o processamento de imagens HDR em até 5x e de consumir apenas um décimo da energia quando comparada às implementações atuais. Além disso, a empresa também tem planos de usar o chip para abrir o padrão HDR+ para desenvolvedores terceiros, permitindo que outros apps de câmera utilizem o recurso.

Divulgação/Google

Por ora, no entanto, o chip deverá continuar desativado, já que o hardware foi implementado nos dispositivos antes das otimizações de software terem sido completadas.

Segundo a companhia, a expectativa é que o SoC seja ativado “nos próximos meses através de um update de software. Desenvolvedores poderão ter acesso prévio ao hardware a partir do Android 8.1.