velocity-2x

None

velocity-2x

None

Velocity é um queridinho dos fãs de jogos indie, e a chegada de Velocity 2X, novo título da desenvolvedora Futurelab, foi muito antecipada. Agora, ele está aqui, e mais uma vez traz um gameplay que combina precisão com alta velocidade. A fórmula funciona mais uma vez e a adição de fases 2D dão variedade a um dos jogos mais viciantes do ano.

Velocity 2X tem uma história simples. A tenente Kai está perdida no espaço e ao ser capturada por uma raça alienígena que escraviza outras espécies, ela decide ajudar a começar uma revolução. A narrativa é contada por meio de rápidas cutscenes compostas de imagens estáticas e textos. Não há muitos detalhes  - mas honestamente, isso é quase irrelevante. A história de Kai serve apenas como um plano de fundo para o que torna o jogo realmente bom: o gameplay.

Tudo começa com o fantástico design de fases. As coisas podem ser lineares no começo, mas os caminhos rapidamente se abrem formando diferentes rotas, mini-estágios 2D dentro das fases espaciais, e quebra-cabeças que pedem atenção, memória e precisão. As fases no espaço são iguais a Velocity, com uma câmera de cima para baixo, onde o jogador controla uma nave equipada de um potente acelerador e uma variedade de armas.

O tempero está na funcionalidade de teletransporte, que permite à Kai levar sua nave de um ponto para o outro. O teleporte de longo alcance é simples, basta deixá-lo no ponto da fase para onde quer ir, e bingo, lá estará. A mecânica mais dinâmica, entretanto, é o de curto alcance. Ele permitiu que eu sobreviesse momentos de tensão e me locomovesse com mais certeza de onde eu iria. Realizar uma manobra complicada com o teleporte requer atenção, e não é fácil, mas uma vez que você consegue, não há sentimento melhor. Velocity 2X é fácil de aprender, mas difícil de se dominar.

As fases 2D envolvem Kai se movendo dentro de alguma base inimiga, equipada de algumas armas, e com suas técnicas de teletransporte. É nestas fases que o risco se encontrava, mas a Futurelab obteve sucesso em criar um ambiente 2D que flui tão bem e tão rápido como o tradicional. Para minha surpresa, jogar com Kai no chão foi minha parte favorita do jogo. O único momento em que eu me frustrei foi com o teleporte de longa distância. Neste caso, se joga usando um sistema de mira que é menos preciso. É uma forma lenta e complicada de realizar a ação, e num jogo onde tudo é rápido, isto quebra totalmente o clima.

Completar as 50 fases de Velocity 2X é só o começo do que o jogo oferece. Conseguir um resultado perfeito em todas vai te forçar a jogar cada fase repetidas vezes, aprendendo os caminhos, localizações dos inimigos, e se esforçando para finalmente bater o recorde do seu amigo, que está na sua frente nas leaderboards. A boa notícia é que a experiência é muito divertida, e ver aquele “Perfect” na tela será muito satisfatório.

Velocity 2X está disponível para PlayStation 4 e PS Vita.

Nota do crítico