Daniel Radcliffe passou bem pela primeira apresentação da peça Equus em Londres. Apesar da estréia acontecer somente no próximo dia 27, a peça tem uma série de dez pré-estréias que permitem à produção fazer os seus últimos acertos. A primeira dessas apresentações aconteceu na última sexta-feira, 16.

1

None

Os tablóides The Daily Mail e The Sun já divulgaram as primeiras impressões e elogiaram o trabalho de Radcliffe. O Daily Mail disse que o ator estava em total controle de sua atuação. O jornal reconhece que o teatro estaria lotado mesmo com o rapaz lendo a lista telefônica, mas elogia a coragem de Radcliffe de saltar de um personagem como Harry Potter para o problemático Alan Strang, um rapaz perturbado que mantém uma amante, mais velha, tem fantasias sexuais e tortura os cavalos do estábulo onde trabalha.

Enquanto isso, surgiram rumores de que os executivos da Warner Bros., estúdio que produz os filmes da série Harry Potter, estariam nervosos com a participação de Radcliffe na peça. O motivo seria a campanha de marketing de A Ordem da Fênix, que mostra um garoto tímido em seu primeiro beijo - condição que vai competir com o ator interpretando cenas adultas nos palcos.

Os rumores dizem que o estúdio teria sido surpreendido pela notícia da participação de Radcliffe na peça e pelas fotos de divulgação do espetáculo. É difícil imaginar, no entanto, que tudo tenha acontecido sem o conhecimento do estúdio. Foi Kenneth Brannagh, o professor Lockhart de A Câmara Secreta, quem sugeriu o nome de Radcliffe para a peça, quando ainda planejava dirigir a nova montagem de Equus. Radcliffe teve de passar por uma audição com Peter Shaffer, pois o autor da peça só autoriza a montagem após aprovar o ator escolhido para interpretar Alan Strang. E após a aprovação, o ator se preparou por quatorze meses para o trabalho. Difícil imaginar que isso tenha acontecido às escondidas.

Leia mais sobre Harry Potter