A maior feira de games do mundo, a Electronic Entertainment Expo (E3), que ocorreu anualmente em maio, está quase aí. Mas enquanto a Sony promete há um ano que terá o PlayStation 3 pronto para a feira, cada vez menos gente acredita.

De um lado, desenvolvedores de jogos trabalham com novembro em mente como data base do lançamento. Do outro, analistas de mercado chegam a dizer que o console é caro demais para ser produzido ainda este ano. Agora é a vez da gigantesca Namco Bandai apostar: o lançamento a tempo da E3 é impossível.

Em entrevista à Bloomberg News, o presidente da companhia de brinquedos e games, Takeo Takasu, quebrou o silêncio que vigorava entre os executivos japoneses (que já estão gastando centenas de milhões de yen no desenvolvimento do console). Disse ele: Sem que a Sony tenha feito qualquer anúncio mais recente, essa data de lançamento em maio é impossível. Nós estamos desenvolvendo títulos para o PlayStation 3, mas o lançamento desses jogos depende do timing do hardware.

Oficialmente, a Sony anda devendo mesmo um anúncio. Foi na E3 de 2005 que determinou como data de lançamento maio de 2006. Desde então não reviu nem reafirmou, só admitiu sem segurança que um atraso poderia ocorrer. Dentre as publicações especializadas em jogos, a sensação é a mesma. Há um mês, Hirokazu Hamamura, presidente da Enterbrain (editora da mais importante revista do setor no Japão, a Famitsu) disse que seria difícil para a Sony honrar a promessa - se conseguisse, já deveria ter começado a receber encomendas de revendedores, algo de que não se tem notícia ainda.

Leia mais sobre Playstation 3