Harry Potter and the Deathly Hallows, o sétimo livro da série Harry Potter, que chega às livrarias no mundo todo no dia 21 de julho, é o preferido da autora J.K. Rowling. Foi o que ela disse em seu diário online. Leia o messiânico post na íntegra:

1

None
J.K. Rowling

"Eu sempre soube que a história de Harry terminaria no livro sete, mas dizer adeus tem sido tão difícil quanto eu imaginava. Mesmo enquanto estou de luto, porém, sinto um incrível senso de conquista. Mal posso acreditar que redigi o desfecho que planejo há anos. Nunca senti tal mistura de emoções extremas em minha vida, nunca sonhei que pudesse me sentir simultaneamente de coração partido e eufórica.

Muitos de vocês expressaram (e outros tantos silenciaram) a mescla de alegria e tristeza de saber que o último livro seria publicado, e isso significa mais do que eu posso dizer. Se serve de consolo, penso que haverá muito o que argumentar e especular mesmo depois que Deathly Hallows sair. Vocês ainda não estão prontos para deixar os fóruns de discussão, não se desesperem...

Sinto quase medo de admitir, mas há uma coisa que me impediu de me desmanchar em uma poça miserável no chão. Enquanto cada um dos livros anteriores exige fortemente meu afeto, Deathly Hallows é o meu preferido, e isso é a forma mais maravilhosa de encerrar a série."

O lançamento de 21 de julho se refere à edição em inglês. Como aconteceu com os volumes anteriores, o lançamento em outros idiomas vai variar conforme o prazo de tradução. Por enquanto, a Editor Rocco trabalha por aqui com  título provisório Harry Potter e as Ensígnias Motais.

O ano de 2007 marca os dez anos do lançamento do primeiro volume da série, Harry Potter e a Pedra Filosofal. Até o momento, a série vendeu 325 milhões de unidades em todo o mundo e foi traduzida em 64 idiomas.

Leia mais sobre Harry Potter