Joanne Rowling atualizou seu site oficial para informar aos fãs que o último volume de Harry Potter continua crescendo. A autora informou que sempre descobre que não é possível para Harry fazer em um capítulo tudo o que ela planejou antes de começar a escrever. Assim, a ação que deveria acontecer em dois capítulos já se transformou em quatro. A notícia alegra os fãs da série, acostumados aos enormes tijolos de mais de setecentas páginas com que Rowling provou que a criançada podia, sim, ler histórias longas e sem ilustrações.

Enquanto os fãs esperam, o Vaticano resolveu pegar o trem da polêmica contra Harry Potter, até o momento tripulado, em sua maior parte, pelos radicais cristãos dos Estados Unidos. Segundo o padre Gabriele Amorth, a leitura do livro de Joanne Rowling pode atrair as crianças para a mágica e o demônio. Na opinião do padre, presidente da associação dos exorcistas (???), não há dúvidas de que os livros escondem a assinatura do príncipe das trevas. Esta é a segunda vez que o padre Amorth fala contra Harry Potter. Repetindo acusações feitas em 2002, o religioso alega que não existe luta entre o bem e o mal na história do menino bruxo, uma vez que toda mágica vem do demônio.

Enquanto o livro não chega, está em pré-venda uma caixa com todos os quatro filmes da série, em edições duplas. Se quiser comprar, clique aqui.

Leia mais sobre Harry Potter