Faltando poucos dias para sua estréia no teatro em Equus, Daniel Radcliffe concedeu uma entrevista interessante ao Guardian Unlimited. Além de comentar os cuidados que toma com os fotógrafos, entre eles recusar-se a segurar a cerveja de um amigo para evitar que a imagem fosse parar nos jornais, Radcliffe revelou uma conversa interessante que teve com Joanne Rowling, a autora da série Harry Potter.

1

None
Joanne Rowling

Segundo o ator, a escritora esteve nos estúdios durante as filmagens de A Ordem da Fênix há alguns meses. Perguntada sobre o motivo da visita, ela disse que precisava de uma folga do trabalho no sétimo livro, porque Dumbledore estava causando muitos problemas. Se você já leu o sexto volume da série, sabe o que acontece. Se não leu, não siga adiante!

Surpreso, Radcliffe perguntou: "Mas, ele não está morto?". Rowling disse, então, que o diretor de Hogwarts estava morto, mas que o assunto era mais complexo... O comentário deve agitar os fãs da série. Afinal, que circunstâncias vão exigir a presença de Dumbledore para a solução da história? Será apenas um flashback ou algo a ver com o misterioso véu onde Sirius morreu?

A matéria também revelou que foi o ator e diretor Kenneth Branagh quem sugeriu o nome de Radcliffe para o elenco de Equus. Branagh já havia trabalhado com Radcliffe na série como o professor Gilderoy Lockhart e também em versões preliminares da peça em 2005. Vamos ver se os críticos concordam, no próximo dia 16, quando começam as pré-estréias da montagem.

Leia mais sobre Harry Potter