Goste ou odeie, fato é que um dos elementos mais marcantes da geração atual de consoles é a grande quantidade de remasterizações de jogos antigos.

Não que elas sejam exatamente novidade - na era dos 16-bits já vimos coisas do tipo, como a coletânea Super Mario All-Stars -, mas a variedade e frequência hoje em dia é bem maior.

Ao menos, remakes e remasters acabam sendo boas alternativas para testar pérolas do passado que tenham passado batido ou simplesmente matar as saudades de alguns clássicos. Melhor ainda, essas produções costumam ter preços mais camaradas e ainda apresentam versões turbinadas dos jogos, com gráficos melhorados, conteúdos adicionais e outros ajustes.

Listamos a seguir seis dos melhores remasters lançados em 2017 e deixamos depois também de sugestão uma seleção de outras oita produções que valem o investimento de tempo e dinheiro.

Em tempo, quase colocamos Metroid: Samus Returns na lista (que é um jogo excelente), mas o game de 3DS acabou ficando de fora por ser uma aventura tão diferente e maior do que a obra original que brilha como um título próprio.

Wonder Boy: The Dragon’s Trap (PS4/Xbox One/Switch)

Excelente trabalho do estúdio indie Lizardcube que revitaliza o clássico lançado para Master System em 1989 - e que serviu de base para Turma da Mônica em O Resgate, lembra? O game oferece gráficos retrô e um visual novo todo desenhado à mão e tratamento similar com a trilha sonora, em versão antiga e também regravada com instrumentos reais. Os controles também foram ajustados e há áreas novas para explorar.

Crash Bandicoot N. Sane Trilogy (PS4)

Depois de anos de pedidos pelo retorno do marsupial mais marcante da geração 32-bits, a volta rolou em grande estilo: o título reúne as três robustas aventuras de Crash lançadas originalmente para o primeiro PlayStation na década de 90. Apesar de algumas diferenças nos controles (que deixam o primeiro game especialmente difícil), o trabalho gráfico é impecável e dá vida nova aos jogos.

Wipeout Omega Collection (PS4)

Na falta de jogos novos para celebrar um dos mais emblemáticos rivais de F-Zero, ao menos a Sony compilou em uma coletânea de respeito os títulos mais recentes da série de corridas futuristas, com direito a requintes gráficos que deixam a experiência ainda mais saborosa - e talvez também um tanto quanto vertiginosa.

Final Fantasy XII: The Zodiac Age (PS4)

Com os constantes relançamentos de episódios antigos da série de RPG, era só questão de tempo para que chegassem a um dos títulos mais originais da franquia. Demorou, mas valeu: a adaptação em alta definição é baseada na versão Zodiac Age, cheia de elementos novos e melhorias técnicas. O port traz também troféus e trilha sonora remasterizada com faixas inéditas.

Yakuza Kiwami (PS4)

O ocidente voltou a ser agraciado com os episódios da série de ação Yakuza e o momento não poderia ser melhor para entrar no bonde. Além da maluca prequel Yakuza 0, chegou neste ano também neste lado do planeta o remake do primeiríssimo episódio. Além de gráficos e controles melhorados, Kiwami inclui conteúdo extra em relação ao game original, inclusive ajudando a explicar melhor a história.

Mario & Luigi: Superstar Saga + Bowser’s Minions (3DS)

Primeiro episódio da divertida e engraçada série de RPGs estreladas pelos irmãos Mario, Superstar Saga ganhou um remake caprichadíssimo no portátil 3DS, com gráficos ainda mais bonitos e detalhados do que o jogo original, lançado em 2003 para o Game Boy Advance. Dentre as novidades, aparece o suporte a Amiibos, com conteúdo adicional para desbloquear com as miniaturas da Nintendo, e também uma campanha inédita, focada nos lacaios do vilão Bowser.

Grand Theft Auto V (PS4/Xbox One/PC)

Poucos jogos são tão ecléticos e indispensáveis quanto GTA V. O jogo oferece uma cidade gigantesca para explorar livremente, uma história robusta e envolvente e modos de partida multiplayer online dos mais variados. No PS4, Xbox One e PC o jogo ganhou muitas melhorias nos gráficos, com loadings mais rápidos e até a opção de jogar com visão em primeira pessoa.

The Last of Us Remastered (PS4)

Celebrado no lançamento inicial, no PlayStation 3, o conto de Ellie e Joel pouco mudou em termos de melhorias gráficas no PS4, mas vale pelo pacotão completo de conteúdo - além, claro, da trama maravilhosa. A versão remasterizada traz todos os DLCs lançados anteriormente (de história e multiplayer) e acrescenta também um modo de fotografia e também comentários dos produtores.

Halo: The Master Chief Collection (Xbox One)

Uma coletânea definitiva para quem já é fã de Halo, para aqueles que querem conhecer melhor a série ou para fãs de tiroteios intensos em partidas online. Master Chief Collection traz versões melhoradas dos quatro primeiros títulos da franquia, incluindo também a série live action Halo: Nightfall. Atualmente, a coletânea traz também a opção de comprar o excelente Halo 3: ODST.

Call of Duty: Modern Warfare Remastered (PS4/Xbox One/PC)

Em um meio termo perfeito entre remake e remaster, o estúdio Raven trouxe de volta o episódio mais importante da série de tiro da Activision. Para os padrões atuais, a história e os controles de Modern Warfare podem parecer ultrapassados ou até simples demais, mas não deixa de ser uma narrativa objetiva e envolvente, que mostra muito bem os motivos para CoD ter se tornado o gigante que é hoje em dia. Vale notar também o excelente trabalho gráfico, que atualizou de forma impressionante a experiência.

Uncharted: The Nathan Drake Collection (PS4)

Para fãs de jogos de ação e aventura, é um pacote imperdível para qualquer dono de PlayStation 4. O título reúne três aventuras excelentes e divertidas com leves melhorias gráficas. Para o público brasileiro as novidades foram mais numerosas: a coletânea adicionou dublagem e legendas em português do Brasil aos dois primeiros games (o terceiro já tinha no lançamento original, no PS3).

Resident Evil (PS4/Xbox One)

Poucas produções definem tão bem o que é um remake quanto esta versão de Resident Evil. Lançada originalmente em 2002 para o GameCube, o game ganhou um upgrade gráfico sensacional, lindo mesmo para os padrões atuais, e adicionou novas áreas e monstros à famosa mansão. Para quem não é lá muito fã dos controles originais, ao estilo 'tanque de guerra', existe uma nova configuração um pouco mais intuitiva. Para quem curtir, vale dar uma olhada também em Resident Evil Zero, que segue os mesmos padrões de produção.

Rare Replay (Xbox One)

Poucas empresas possuem um legado tão incrível e variado quanto a Rare - e menos produtoras ainda lançaram uma coletânea tão abrangente quanto Rare Replay. A coleção traz jogos desde os anos 80 até os tempos atuais, passando por pérolas como Killer Instinct, Banjo-Kazooie, Conker e Kameo, tudo atualizado com Conquistas e outras surpresinhas. É uma coletânea de conteúdo vasto e que pode ser encontrada a precinhos muito camaradas.

Gears of War: Ultimate Edition

O primeiro Gears of War continua até hoje como uma experiência intensa e de gráficos incríveis, mas o remaster Ultimate Edition conseguiu ir além. O título melhora ainda mais o visual da aventura original de Marcus Fenix e inclui também os capítulos lançados originalmente apenas na versão para PC. O multiplayer também foi totalmente repaginado, com partidas a 60fps e um amplo cardápio de opções para personalizar partidas, personagens e controles.