Nesta sexta feira, aconteceu na CCXP - Comic Con Experience o com David Brevik, criador de Diablo e, mais recentemente do game Marvel Heroes. Brevik contou quais serão os próximos 10 heróis que entrarão no jogo mês a mês até outubro de 2015, e falou sobre como foi criar o jogo e sobre sua relação com a Marvel.

David-Brevik

None
David Brevik

Brevik contou que foi contratado para fazer a franquia atravéz da Gazzilion. A empresa ganhou a licença e, como sabiam que ele era um grande fã da Marvel, propuseram que ele liderasse a criação do jogo.

Ele explica que, ao fazer o jogo, pensa em um RPG que ele mesmo gostaria de jogar. Brevik queria fazer algo diferente, levar os jogos de RPG pra outro nível. "A gente queria que milhares de pessoas pudessem jogar ao mesmo tempo, correr juntas e fazer as coisas juntas."

Sobre adaptar o jogo à marca Marvel, e mantê-lo fiel a todo o universo já existente, Brevik falou que não é fácil combinar as coisas, mas que eles queriam as melhores histórias. Segundo o criador, a Marvel sempre informa aos produtores do jogo quando um novo filme ou quadrinho será lançado e quais serão seus personagens e destaques, assim, é possível que os desenvolvedores adicionem heróis, capítulos e roupas relacionadas ao novo lançamento. "Semana que vem, vai sair um desses capítulos que amarra a história do jogo com a dos quadrinhos".

David Brevik também adiantou quais serão os próximos 10 heróis liberados nos primeiros meses de 2015:

1-Soldado Invernal
2-Homen de Gelo
3-Doutor Destino
4-Punho de Ferro
5-Blade
6-Gata Negra
7-Mulher-Hulk
8-Visão
9-Máquina de Combate
10-Kitty Pride

Além dos elementos e das informações que o Universo Marvel fornece ao jogo, Brevik contou que os produtores do jogo também têm liberdade para criar novas coisas. No modo One Shot do game, o jogador escolhe uma pequena história existente nos quadrinhos, ou uma cena clássica, e joga dentro desse contexto. Brevik contou que gostaria de ter Dias de Um Futuro Esquecido como uma das cenas do modo One Shot.

Outra novidade do jogo é que pela primeira vez o vilão Caveira Vermelha aparecerá em um jogo. Os Guardiões da Galaxia também estão no jogo. O Senhor das Estrelas e Rocket Raccoon são heróis jogáveis individualmente, já Gamora e Groot, por exemplo, só podem ser jogados no modo de time. Brevic explica que o jogo é atualizado todo mês. "Os personagens que são heróis podem se tornar parte de times e personagens de time podem se tornar heróis solos."

Sobre os figurinos o criador contou que cada personagem tem média de 4 a 5 roupas. Mas o Homem de Ferro, por exemplo, tem cerca de 20 armaduras. Brevik disse que o jogo é idealizado para computador e que não existem plano para transformar em console, mas que isso pode ser uma possibilidade no futuro.

O criador contou que para se certificar de que está fazendo um bom trabalho ele sempre pergunta pra seus familiares, amigos e fãs que jogam. Além disso, toda semana ele joga Marvel Heroes cerca de 4 horas por semana com a galera online e acaba recebendo um feedback.

Sobre desenvolver um universo expandido em que o game complementa filmes, quadrinhos ou vice e versa, David disse que não vê como isso é possível no Marvel Heroes, já que ele contém várias histórias, mas não se baseia em uma específica e não a segue à risca.

Acompanhe a Comic Con Experience