Quatro equipes da LCS EU, a liga europeia de League of Legends, fizeram pedido de entrada na LCS NA, a liga norte-americana, segundo informações da ESPN.

As quatro equipes são: G2 eSportsFnaticSplyceMisfits. Todas fizeram o pedido antes do prazo limite, que se encerrou em 28 de julho.

O pedido seria uma reação das organizações à falta de comunicação com a Riot Games sobre o futuro da liga europeia em relação à liga americana, que adota o sistema de franquias na próxima temporada e, com isso, garante mais retorno financeiro às organizações.

De acordo com o site, as quatro aplicações foram feitas de forma independente e não podem ser vistas como uma tentativa de pressionar a Riot Games por mudanças na LCS EU. Já a Riot, por sua vez, parece pouco inclinada a aceitar a transferência das equipes, por conta de sua participação na liga europeia.

A transferência também esbarra em diversas questões logísticas, pois a troca de ligas implicaria em mudanças profundas no line-up de todas as equipes, por conta do limite imposto pela Riot de que uma equipe só pode contar com dois jogadores transferidos de outras regiões a cada início de split. Para ser considerado jogador residente, o atleta precisa ficar de 2 a 4 anos na mesma região (contados em splits).

Outro desafio seria a localização das organizações. A direção da Splyce e da Misfits fica nos EUA, enquanto a G2 e a Fnatic estão na Europa. A G2 não tem escritório fixo, com o CEO Carlos "Ocelote" Rodriguez em Madrid e os demais integrantes espalhados pelo Velho Continente. Já a Fnatic têm sede em Londres.