O Brasil está na final do Rift Rivals, torneio de ligas de proximidade regional organizado pela Riot Games que acabou apelidado de "Libertadores" do League of Legends. As duas equipes que representam o CBLOL - Keyd Stars e RED Canids - venceram as rivais Lyon Gaming Just Toys Havoks, da região América Latina Norte, por 3 a 2.

O placar apertado veio em uma série MD5 no qual as equipes se revezaram em cada partida. A Keyd iniciou o confronto contra a Lyon Gaming, e os mexicanos levaram a partida sem muitas dificuldades após conquistas de Dragão e Barão.

A RED Canids, por sua vez, empatou a série em um confronto seguro contra a JT Havoks. Carlos "Nappon" RückerFelipe "brTT" Gonçalves Leonardo "Robo" Souza tiveram ótimas atuações, dominando a rota do meio.

A virada veio na partida entre Keyd Stars e JT Havoks, mas com dificuldade. O início dos brasileiros não foi muito bom, cedendo um dragão para os mexicanos. A equipe, entretanto, conseguiu se recuperar e, aproveitando os erros adversários, levou a série para 2-1.

A Lyon Gaming veio forte para empatar a série mais uma vez, atropelando a RED Canids. Com uma série de abates, Sebastian "Oddie" Niño carregou os mexicanos, destruindo o ritmo de jogo da matilha.

Para a quinta e última partida da série, cada região podia escolher o time a disputar a partida, e com isso coube a Keyd representar o CBLOL contra a Lyon. Oddie abriu o jogo para os mexicanos mais uma vez, mas Murilo "Takeshi" Alves Gabriel "Revolta" Henud encaixaram boas jogadas, colocando a Keyd de volta ao jogo.

Um problema no computador de Felipe "Yang" Zhao fez com que a partida fosse interrompida, mas a Riot fez uso da ferramenta Chronobreak, que "rebobina" o jogo a um momento anterior.

Agora, Keyd e RED disputam a grande final contra a região América Latina Sul (CLS), representada por Isurus GamingFurious Gaming. A grande final acontece neste sábado (8), no Chile, a partir das 17h (horário de Brasília),