Os eSports podem receber, em breve, um apoio nas esferas políticas da Alemanha. Segundo um relatório do site Dot Esports, três partidos fecharam um acordo que inclui os campeonatos profissionais de videogames entre os seus principais termos de alinhamento.

A proposta busca estudar a viabilização dos campeonatos e também como o governo pode ajudar nessa atividade. Segundo eles, o foco é atingir o interesse do público mais jovem e não de aprofundar na discussão se os eSports são ou não são esportes.

A coalisão veio de um dos estados mais ao norte do país, chamado Schleswig-Holstein. Os partidos envolvidos na proposta foram a União Democrática Cristã da Alemanha (CDU), o Partido Democrático Livre (FDP) e a Aliança 90 (Greens). A ideia é apresentada localmente, mas o projeto pode tomar âmbito nacional mediante a cadeira dos partidos no Conselho Federal da Alemanha (Bundesrat).

Esse não é o primeiro movimento na política alemã que envolve a promoção dos eSports. No final de maio, o Partido Social Democrático do país anunciou que o cenário seria um dos focos na campanha eleitoral dos próximos anos. O mesmo aconteceu com outros partidos antes disso, mas que encontraram mais resistência dos políticos mais conservadores.

O sucesso da campanha pode desenvolver o cenário local e expandir ainda mais as ações de empresas do ramo que estão estabelecidas na Alemanha. A Electronic Sports League, organizadora de campeonatos internacionais em vários títulos, e a Riot Games, produtora de League of Legends, tem escritórios e estúdios no país. Outras organizações, como SK Gaming e mousesports, também estão estabelecidas na região.