Assassin’s Creed nos leva a diversos períodos marcantes da história da humanidade: vivenciamos as Cruzadas, o Renascimento na Itália, a Revolução Francesa, a independência dos Estados Unidos, e, claro, nos deparamos com diversas figuras que você provavelmente já ouviu falar em sala de aula ou leu em algum livro. A seguir, nós listamos alguns dos principais nomes que os diversos protagonistas da franquia encontram, e onde realidade e ficção se misturam em cada retratação. Confira

Leonardo da Vinci (1452-1519)
Aparece em: Assassin’s Creed II, Assassin’s Creed: Brotherhood, Assassin’s Creed: Revelations
Cientista, matemático, escultor, inventor e autor de algumas das pinturas mais famosas da História, como a Mona Lisa e A Última Ceia: o italiano Leonardo da Vinci é lembrado não apenas por suas enormes contribuições à humanidade, mas também pelo seu trabalho de apoio aos assassinos italianos. Em Assassin’s Creed II, da Vinci torna-se grande amigo do protagonista Ezio Auditore, e fica responsável por decifrar as páginas do códex, que, convenientemente, desbloqueiam diversos aparatos usados pelo jogador, como a lâmina oculta dupla e a máquina voadora.

Nicolau Maquiavel (1469-1527)
Aparece em: Assassin’s Creed II, Assassin’s Creed: Brotherhood
Considerado um dos pais da ciência política moderna, Nicolau Maquiavel trabalhou como oficial do governo de Florença sob o comando dos Médici (que também tem grande importância em AC). Em AC II, ele é apresentado como um membro da alta cúpula dos assassinos, e chega a liderar a ordem na Itália. E, apesar de se estranhar com Ezio em vários momentos da trama, não esconde sua admiração por ele - em Brotherhood, sugere-se que O Príncipe, sua maior obra, é inspirada na vida do protagonista do game.

Rodrigo Borgia (1431-1503)
Aparece em: Assassin’s Creed II, Assassin’s Creed: Brotherhood
Espanhol radicado na Itália e membro da Igreja Católica, Rodrigo Borgia se tornou o papa Alexandre VI e eventualmente foi acusado de nepotismo, extorsão, envenenamento e outras táticas para coagir seus adversários para se tornar um dos homens mais poderosos da Europa. Nos games, tudo isso é adaptado no roteiro com Borgia como líder dos templários. Em AC II, ele é o grande vilão e chefe do esquema que resultou na execução da do pai e dos irmãos de Ezio.

George Washington (1732-1799)
Aparece em: Assassin’s Creed III, Assassin’s Creed: Rogue
O primeiro presidente e um dos fundadores dos Estados Unidos tem ligações com ambos os lados da guerra conspiratória de Assassin’s Creed. Seu irmão, Lawrence, um dos templários mais influentes das colônias britânicas, é morto pelo (então assassino) Shay Cormac, protagonista de Rogue. Já no comando das tropas revolucionárias, ele é protegido pelo assassino Connor em AC III. Depois de vencer os britânicos, ele consegue uma Maçã do Eden, artefato poderoso capaz de controlar qualquer pessoa. Entretanto, o objeto lhe dá uma visão na qual ele se torna um déspota e o influencia a seguir o caminho da democracia. O futuro alternativo no qual ele vira rei é o tema do DLC The Tyranny of King Washington.

Benjamin Franklin (1706-1790)
Aparece em: Assassin’s Creed III, Assassin’s Creed: Unity, Assassin’s Creed: Rogue
Diplomata, filósofo e inventor do pára-raios e das lentes bifocais, Benjamin Franklin foi uma das vozes mais importantes para que as treze colônias se separassem da Inglaterra e se tornassem os Estados Unidos. No game, entretanto, Franklin passa boa parte do tempo alheio às disputas de poder da trama. Em Rogue, por exemplo, ele ajuda Shay a decifrar manuscritos da primeira civilização quando o protagonista está do lado dos assassinos e após se juntar aos templários.

Barba Negra (1680-1718)
Aparece em: Assassin’s Creed IV: Black Flag
Edward Thatch entrou para a história como o Barba Negra, um dos mais famosos e temidos piratas de todos os tempos, principalmente por seu comportamento implacável em batalhas e sua aparência assustadora. Na série, ele se torna amigo de Edward Kenway, o assassino-titular de Black Flag. Kenway é resgatado pelo Barba Negra e entra para a tripulação de seu navio, o Vingança da Rainha Ana.

Maximilien François Marie Isidore de Robespierre (1758-1794)
Aparece em: Assassin’s Creed Unity
Um dos principais nomes da Revolução Francesa, Robespierre é visto de maneira controversa pela História: ele é o homem-chave de um período revolucionário conhecido como Terror, no qual estima-se que cerca de 17 mil pessoas foram decapitadas. Por outro lado, tais ações foram vistas como fundamentais para consolidar a democracia no país. No game, prevalece o lado draconiano de Robespierre: ao lado dos templários, ele ordena todas as mortes. Essa retratação em Unity gerou polêmica na França. Por lá, políticos de esquerda acusaram a Ubisoft de mostrá-lo de forma errônea, e de “fazer propaganda contra o povo”.

Napoleão Bonaparte (1769-1821)
Aparece em: Assassin’s Creed Unity
Você provavelmente já ouviu falar da figura: Napoleão, líder militar francês que ascendeu ao poder em meio à Revolução Francesa, se auto-proclamou imperador e, em determinado momento, controlou quase toda a Europa continental. Aqui, no entanto, vemos Napoleão ainda em início de carreira, em uma missão na qual ele e o protagonista Arno Dorian cooperam para obter segredos em um dos escritórios do rei Luís XVI.

Qual sua figura histórica favorita da série? Faltou alguma na lista? Deixe sua opinião nos comentários!

Leia mais sobre Assassin’s Creed